Home » Estatísticas do Desperdício alimentar em Portugal

Desperdício Alimentar em Portugal

O desperdício alimentar é um problema sério em Portugal, assim como em muitos outros países. De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) e do Eurostat, cerca de 7 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente em Portugal, o que equivale a cerca de 300 kg por pessoa. 

O que inclui tanto alimentos que são desperdiçados nos lares, quanto alimentos que são desperdiçados nos comércios e nas indústrias alimentícias. Além disso, o desperdício alimentar também tem impactos ambientais significativos, pois contribui para o aumento das emissões de gases de efeito estufa e para a degradação dos solos e águas.

Várias iniciativas estão sendo implementadas para reduzir o desperdício alimentar em Portugal, como campanhas de conscientização, programas de doação de alimentos e medidas regulatórias. Além disso, muitas organizações estão trabalhando para encontrar soluções para o problema, incluindo ONGs, governos e empresas.

Perguntas Frequentes sobre Desperdício Alimentar

De acordo com algumas fontes, os alimentos que são mais comumente desperdiçados em Portugal incluem:

  • Frutas e vegetais: muitas vezes são comprados em excesso e acabam ficando estragados antes de serem consumidos.
  • Pão: muitas vezes é comprados em excesso e acaba ficando duro antes de ser consumido.
  • Produtos lácteos: como leite, iogurte e queijo, eles tem um prazo de validade curto e acabam sendo descartados antes de serem consumidos.
  • Alimentos prontos para comer: como fast-food, comida congelada e pratos prontos, eles podem ser comprados em excesso e acabam sendo descartados antes de serem consumidos.
  • Alimentos processados: como biscoitos, bolachas, doces e salgadinhos, eles podem ser comprados em excesso e acabam sendo descartados antes de serem consumidos.

Esses são apenas alguns exemplos e varia de acordo com o hábito de cada pessoa. É importante lembrar que o desperdício alimentar não apenas é um problema de ordem econômica, mas também tem impactos ambientais e sociais significativos.

O desperdício alimentar tem várias consequências tanto económicas, ambientais e sociais. Algumas das principais consequências incluem:

  • Económicas: O desperdício alimentar representa uma perda significativa de recursos económicos, tanto para os produtores quanto para os consumidores. Além disso, o desperdício alimentar também contribui para o aumento dos preços dos alimentos, o que pode ser um problema para as famílias de baixa renda.
  • Ambientais: O desperdício alimentar contribui para o aumento das emissões de gases de efeito estufa, pois os alimentos que são desperdiçados precisam ser produzidos, transportados e armazenados, todos os quais consomem energia e emitem gases de efeito estufa. Além disso, o desperdício alimentar também pode contribuir para a degradação dos solos e águas, pois os alimentos que são descartados podem poluir esses recursos naturais.
  • Sociais: O desperdício alimentar também tem consequências sociais, pois muitas pessoas no mundo passam fome enquanto grandes quantidades de alimentos são desperdiçadas. Além disso, o desperdício alimentar também pode contribuir para a desigualdade social, pois as famílias de baixa renda podem ter dificuldade em comprar alimentos saudáveis devido aos preços elevados.

Além disso, o desperdício alimentar também pode afetar a saúde pública, pois pode levar ao consumo excessivo de alimentos pouco saudáveis e a uma dieta desequilibrada.

As estatísticas sobre o desperdício alimentar em Portugal variam de acordo com a fonte e podem estar desatualizadas, mas algumas estimativas recentes incluem:

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística (INE), cerca de 7 milhões de toneladas de alimentos são desperdiçadas anualmente em Portugal, o que equivale a cerca de 300 kg por pessoa.

De acordo com a Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), cerca de 30% do total dos alimentos comprados pelas famílias é desperdiçado.

De acordo com a Federação das Indústrias de Transformação de Alimentos e Bebidas de Portugal (FIPA), cerca de 15% dos alimentos produzidos no país são desperdiçados antes de chegar aos consumidores.

Um estudo realizado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) em 2018 concluiu que, em média, cada português desperdiça cerca de 140 kg de alimentos por ano.

É importante ter em mente que essas estatísticas podem variar de acordo com a fonte e podem estar desatualizadas. Além disso, essas estatísticas geralmente incluem apenas o desperdício de alimentos no lado da oferta e do consumo e não incluem os alimentos que são perdidos durante a produção e transporte.

As consequências do desperdício alimentar no ambiente são significativas e incluem:
  1. Emissões de gases de efeito estufa: a produção, transporte e armazenamento de alimentos consomem muita energia e emitem gases de efeito estufa. Quando esses alimentos são desperdiçados, toda essa energia e emissões foram inutilizadas.

  2. Consumo de água: a produção de alimentos requer muita água, e quando esses alimentos são desperdiçados, toda essa água foi desperdiçada também.

  3. Uso de terras: A produção de alimentos requer terras para cultivo, e quando esses alimentos são desperdiçados, as terras também foram desperdiçadas.

  4. Poluição do ar: O processo de decomposição de alimentos em aterros sanitários libera gases tóxicos para o ar, como metano e dióxido de carbono, e contribui para a poluição do ar.

  5. Poluição das águas: Quando os alimentos são jogados em aterros sanitários, eles podem poluir as águas subterrâneas e superficiais com nutrientes e bactérias.

  6. Perda de biodiversidade: A produção de alimentos em grande escala pode levar à conversão de ecossistemas naturais em terras agrícolas e à perda de habitats para a biodiversidade.

  7. Perda de recursos naturais: A produção de alimentos requer muitos recursos naturais, como água, solo e fertilizantes, e quando esses alimentos são desperdiçados, esses recursos também são desperdiçados.

É importante notar que o desperdício alimentar tem um impacto significativo no meio ambiente e é importante tomar medidas para reduzir o desperdício alimentar.

arrumação em 2ª mão

Artigos sobre o Desperdício Alimentar

pessoa a cortar vegetais frescos

Desperdício Alimentar

Desperdício Alimentar Anualmente desperdiçamos 1,3 bilião de toneladas de alimentos...

Como fazer compostagem?

Shopping Cart